Últimas Notícias

APRENDIZES DA EUCATUR TRABALHAM COMO CONDENADOS, SEM AUMENTO E FORA DA LEI


Um grupo de Jovem Aprendiz, da empresa Grupo Eucatur Urbano, localizado na avenida Camapuã, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, entraram em contato com nossa redação na tarde desta sexta-feira (08/05), pelo o nossos WhatsApp para denunciar exploração de trabalho e falta de pagamento, que a empresa vem adotando neste período de pandemia.

Neste texto enviado, os jovens relatam o que foi acordado no ato da contratação dentro dos padrões Lei Trabalhista de Jovem Aprendiz, que contradiz com a postura que a empresa está adotando em cima dos adolescentes. Leia:

"Espero que vocês nos ajudem produzindo uma matéria, o nosso sofrimento de cobradores aprendizes. Estamos trabalhando além da nossa carga horária de trabalho que é 4 horas e até 6 horas por dias. Estamos fazendo 10 horas a 12 horas por dias, carga horária super alta para um cobrador aprendiz, e não estamos recebendo devido nosso horário de trabalho, nosso salário está vindo bem pouco e ainda vem com desconto de fica em casa. Com 200 reais não tem como, pagar energia , água, aluguel e mas fazer compra para casa. Queremos nossos direto de um trabalhador, é triste a realidades para nós jovens, só estamos em busca de nossos "sonhos".

Este outro aprendiz que não vamos divulgar, apresentou o contracheque para a nossa equipe, trabalhou 15 dias com carga horaria de 8h, e na hora do pagamento recebeu somente R$ 216,89 reais

"Sou aprendiz, neste mês trabalhei 15 dias um turno normal 8 horas trabalhada, como cobrador fixo, para recebê somente isso? É uma tremendo sacanagem com a gente," destacou o rapaz.



Lei 10.097/2000


A Lei 10.097/2000 afirma que empresas de médio e grande porte devem contratar jovens com idade entre 14 e 24 anos como aprendizes. O contrato de trabalho pode durar até dois anos e, durante esse período, o jovem é capacitado na instituição formadora e na empresa, combinando formação teórica e prática.

Os jovens têm a oportunidade de inclusão social com o primeiro emprego e de desenvolver competências para o mundo do trabalho, enquanto os empresários têm a oportunidade de contribuir para a formação dos futuros profissionais do país, difundindo os valores e cultura de sua empresa. Para mais informações consulte o Manual da Aprendizagem do MTE. O Manual reúne toda legislação que regulamenta a implementação da Lei da Aprendizagem. O espaço esta aberto para o Grupo Eucatur Urbano - Manaus se manifestar.

Nenhum comentário